?

Log in

No account? Create an account
 
 
26 November 2018 @ 05:30 am
Sobre velhas malucas e o yaoi da vida real  
Olá pessoas maravilhosas aqui quem vos fala é a kppoppeira, shippadora de vizinhos e de amigos do meu irmão, eu mesma: Gabi.


Como de costume sem muita coisa pra contar, já que minha vida é um tédio eterno. Coloco a culpa na cidadezinha malditamente pequena em que moro. Alias na verdade acho que tenho algo pra contar... Acho que a vizinha meio que esta me seguindo e eu achava que ela era meio louca e tals, mas agora tenho certeza e estou assustada, porque sempre, e quando digo sempre eu estou falando TODOS OS DIAS, duas vezes por dia, eu saio pra passear com meus babys, Janis e Joey, meus irmãozinhos caninos, e e ela magicamente SEMPRE sai ao mesmo tempo que eu, independente da hora em que eu vou.


Obvio que tentei mudar o horário várias vezes, mas não tem jeito, acho que a velha fica na janela esperando eu sair pra sair junto, ai eu ando até a esquina e subo numa rua depois viro a primeira esquina a direita que depois de umas 3 casas já tem um terreno da prefeitura com graminha, arvores e uns aparelhos de ginástica e a velha sobe a rua até onde eu viro a direita e fica me olhando de lá até eu voltar, ai quando começo a voltar ela espera um pouco e ai volta também.
Mas hoje meus amores, ela foi além, hoje ela andou até na frete da minha casa e ficou me olhando com um sorrisinho esquisito. O pior é que no inicio como a pessoa educada que sou sempre dava bom dia ou boa tarde pra ela né?! ELA NUNCA ME RESPONDEU. NUNCA. NEVER EVER.


Sério, eu to assustada. Falei pra minha mãe e ela disse que a velha é meio esquisita mesmo, que ela não responde as pessoas, mas não é muda ao que parece. Sei lá, só espero que ela não seja nenhuma psicopata maluca que gosta de comer carne humana. OU PIOR, que gosta de comer carne de cachorrinhos fofos.
De qualquer forma só por garantia eu não deixo meus bebês na frente de casa nunca de jeito nenhum, já que meu portão é de grade e vai saber né?!

Falei que não tinha nada pra contar mas acabei contando a coisa mais interessante que já me aconteceu pra escrever aqui rs.
Agora falando de yaoi, porque é o que o povo gosta e é o que o povo quer, rolou uma parada muito estranha no ônibus da faculdade da minha irmã esses tempos e ela me contou tudinho e agora vou contar pra vocês porque parece história de mangá.
Como eu já disse moro numa cidade minúscula, então minha irmã faz faculdade na cidade vizinha e vai com o ônibus da prefeitura. Ok.
Nosso vizinho pega esse mesmo ônibus desde o ano passado, e ai a uns 3 meses atrás um novo garoto começou ir nesse ônibus também. Os dois aparentemente não se conheciam antes de acordo com os relatos da minha irmã que disse que eles se apresentaram um pro outro no primeiro dia. Chamaremos o Vizinho de vizinho mesmo e o garoto novo de chuchuzinho, porque minha irmã disse que ele era totalmente adorável, muito fofo e claramente gay.
Bom, acontece que minha irmã disse que eles ficaram SUUUPER amigos e depois de um tempo ela percebeu que eles pareciam mais... íntimos.


Ela disse que eles ficavam passando a mão no braço um do outro, se olhando e sorrindo bonitinho e esse tipo de coisa bem casalzinho apaixonado. E minha irmã como a criança boa que eu eduquei muito bem amando tudo porque ela também adora um yaoi.
MAS, um dia o chuchuzinho parou de pegar aquele ônibus.


Passou umas 2 semanas sem que ele aparecesse enquanto o vizinho tava indo normal. Então na  quarta feira quando eu estava saindo pra levar meus babys pra passear 7 da noite (sendo seguida pela velha louca) eu vi o vizinho entrando no carro da mãe dele com a mochila, e já pensei “Perdeu o ônibus coitado”. MAS MINHA GENTE, quando minha irmã chegou da faculdade a noite, ela veio correndo me contar o que tinha acontecido.
O chuchuzinho tinha pegado o ônibus naquele dia, e mesmo que o vizinho tenha voltado com eles, os dois sentaram separados e na hora que eles desceram no ponto aqui perto de casa, PASMEM, tinha uma GAROTA esperando o vizinho, eles deram beijinhos e tals e ai saíram juntos e o chuchuzinho ficou todo cabisbaixo indo embora sozinho.


E pensando agora a história não é bem mangá porque o final foi triste pra caralho, mas enfim. Não sabemos agora se o vizinho não se aceita gay, se ele de fato não é gay (o que minha irmã disse que duvida), ou se é bi, e nem sabemos o que aconteceu de fato pra eles “terminarem”, mas o que eu sei é que estou torcendo pra que o chuchuzinho encontre um cara legal e com um cabelo tão bonito quanto o do vizinho.

Eu falei demais hoje, misericórdia, mas precisamos contar as histórias de yaoi da vida real... E também reclamar da velha louca stalker.
Bom, fiquem com esses mangás delicinhas de hoje *-*

Kare no Barairo no Jinsei - Capítulo 2


Staff: Tradução: Aryam / Edição e Clean: Izzyl / Revisão: Aryam / Qc: ShijimaOhomemSilecioso


Koi Nanka Shitakunai - Capítulo 7


Staff:Tradução: Yopo / Revisão: Nathy / Clean: Seth / Edição: IzzyI / QC: Yuuta


Shisei Gokumon - Capítulo 4A


Staff: Tradução e Revisão: Aryam / Clean e Edição: Myuu / QC: Yuuta


Code Leviathan - Capítulo 15


Staff: Tradução e Revisão: Aryam / Clean e Edição: TetsuHaya OuJi / Qc: Maria


Bom, é isso por hoje meus anjos.
Sorry estar postando assim tão de madrugada (De manhã praticamente), mas vocês estão cansados de ouvir meu drama com o computador (ou a falta de um).
Dias melhores virão.
Me despeço com a música dessa Deusa maravilhosa, ícone sensata: Sunmi.




Beijinhos no kokoro e até a próxima <3
 
 
 
Denny Santos: pic#128481383Denny Santos on November 28th, 2018 01:33 pm (UTC)
Muito obrigada cuidado com essa vizinha KKK abraços 🌷💐💗💗